InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

2018: fim e começo

A
migos, esta é a última postagem do Enriquecimento Total. Após 7 anos de crescimento e troca de informações, entendemos que este é o melhor caminho a seguir, e de antemão, queremos agradecer muito pelo apoio, pelos mais de 700.000 pageviews e pelos comentários durante todo este período. Apesar deste término, a vida continua e mais um ano está se iniciando. O que nos espera em 2018? É sobre isto que vamos falar agora.

O Brasil vive um momento de muitas interrogações e incertezas, especialmente na economia, já que 2018 é um ano de eleições presidenciais, que serão cruciais para definir quais rumos o país seguirá nos anos seguintes. A taxa básica de juros, a SELIC, atualmente é de 7% anuais, a mais baixa dos últimos 30 anos, mas é possível que ela caia ainda mais em 2018, para 6,75%, conforme projeções de economistas. Manter a SELIC baixa é uma forma de tentar dinamizar a economia, estimulando o consumo e os investimentos, para que assim, as empresas voltem a empregar e o elevado índice de desemprego diminua.

Os impactos dessa tendência nos nossos investimentos deverão resultar em remunerações menores proporcionadas pela renda fixa, mas ainda se situando acima da inflação, que é prevista para 2018 em algo pouco abaixo dos 4%. Assim, se quisermos obter rentabilidades mais robustas será necessário correr mais riscos, e buscar ativos mais voláteis, de renda variável, como ações, minicontratos, criptomoedas, fundos imobiliários, COE e outros. 

Os títulos do Tesouro Direto, que já foram uma fonte certa de rendimentos elevados, estão também com suas rentabilidades reduzidas, e ao que parece, a melhor alternativa serão os títulos do tipo NTN-B Principal, que se balizam pelo índice de inflação IPCA, pois além da inflação ainda há uma taxa de juros adicional, interessante neste momento, pois significará ganhos reais. Ainda analisando o cenário, conclui-se também que a caderneta de poupança volta a ser uma alternativa com ganhos reais e pode ser considerada em suas estratégias, mas a rentabilidade deverá ser de pouco menos de 5% anuais, o que resulta em ganhos reais de pouco menos de 1% para o ano inteiro.

O mais importante, como sempre, é que você continue investindo frequentemente e trabalhe com objetivos bem definidos, porque sem isto, de pouco adiantará dispor dos investimentos mais rentáveis. Além disto, é muito pertinente também estabelecer e manter um planejamento, investindo em informação e conhecendo novas possibilidades de investimento.

Assim, com muita gratidão, encerramos nossas atividades e desejamos que o conteúdo postado aqui tenha contribuído e ajudado você a lidar melhor com suas finanças. Continue procurando novos conteúdos, porque há muitas oportunidades de aprendizado na internet, além dos livros e cursos que são oferecidos.

Forte abraço e Feliz 2018!!!!

Muito obrigado por tudo!
Crédito: lovemondays.com.br