InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

sábado, 30 de setembro de 2017

Fundos imobiliários: invista em imóveis com facilidade

D
entro de uma economia como a brasileira, estão disponíveis inúmeras modalidades de investimentos, dos mais diversos tipos, podendo ser de renda fixa, de renda variável, baseados em ativos tangíveis e intangíveis ou mesmo em índices de inflação. Entre as tantas oportunidades existentes está a de investir em imóveis, seja para lucrar com o valor da venda, seja para ter uma renda extra com os aluguéis.

Entretanto, investir em imóveis tem seus percalços, como os eventuais períodos sem inquilinos, ou com inquilinos inadimplentes, além de que o mercado imobiliário tem suas especificidades, que requerem conhecimento especializado para que o valor de venda signifique de fato um ganho frente ao valor de compra ou para que os aluguéis sejam uma renda tão frequente quanto possível. Isto tudo sem falar nos custos de manutenção.

Fundos Imobiliários
Fundos imobiliários: invista em imóveis com facilidade
Crédito: investimentos financeiros.com.br
Para lidar com este tipo de ativo de outra forma, mais confortável, é que foram criados os fundos imobiliários, que nada mais são que cotas de empreendimentos imobiliários de grande porte, que lançam mão da captação de recursos no mercado como forma de reunir os volumes de dinheiro necessários para viabilizar as construções ou aquisições dos imóveis.

Ao adquirir cotas de fundos imobiliários, você basicamente está realizando uma operação similar à de compra de ações de uma empresa, só que com proventos mensais (aluguéis) e ainda com a possibilidade de ganhos de capital, ou seja, de comprar as cotas por um determinado valor e vendê-las por valores maiores. Assim, você tem à sua disposição as duas frentes de ganhos e com a vantagem de que nos proventos das cotas dos fundos imobiliários você não pagará imposto de renda (pessoa física), diferentemente do que acontece quando você aluga um imóvel para um inquilino.

Imóveis que compõem os fundos imobiliários

Normalmente, os imóveis que formam os fundos imobiliários são shoppings, edifícios comerciais, hospitais e agências bancárias, sendo que neste último caso, esta necessidade se dá porque o Acordo de Basiléia não permite que as instituições financeiras adquiram imóveis há mais ou menos 30 anos, exigindo-lhes assim, que caso queiram expandir suas redes, os bancos tenham de alugar os imóveis.

Assim, os recursos são captados no mercado financeiro e serão utilizados para adquirir ou construir os imóveis que vão resultar nos aluguéis que servirão de proventos aos cotistas, e que permitem formar uma renda extra, já que do mesmo modo que se faz convencionalmente, os pagamentos são mensais, nas mesmas datas.

Deste modo, sugiro a você que avalie a possibilidade de investir em fundos imobiliários, porque você terá aí a chance de se tornar cotista de grandes empreendimentos imobiliários, desfrutando da estrutura de informação e administração de imóveis que é disponibilizada, com probabilidades promissoras de bons retornos.