InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Geração Y: um grande desafio

E
stamos vivendo a época da Geração Y, ou millennials, uma geração que apresenta características bastante peculiares e que representam, talvez, o maior dos atuais desafios à compreensão dos mais diversos tipos de profissionais, inclusive, os da área de finanças. Este público tem níveis de exigência elevados e um timing diferenciado, já que nasceram dentro de uma ambiência tecnológica e não conheceram o mundo, por exemplo, sem internet.

Um bom exemplo é o fato relatado pelo jornal Estado de Minas (aqui), mostrando que este público não pretende informar-se a respeito das mudanças nas regras da previdência pública no Brasil. Este tipo de atitude pode resultar em grandes problemas no futuro, pelo desconhecimento dos mecanismos que envolvem a aposentadoria. Por outro lado, esta mesma indiferença pode estimular e provocar a formulação de uma alternativa que venha a suprir satisfatoriamente esta necessidade, ajudando assim, na formação de aposentados financeiramente estruturados.

Então, resta-nos uma dúvida: como lidar com este público? Na minha opinião, os meios de comunicação e as formas de transmissão e compartilhamento de conhecimento já estão se reinventando e se adaptando. Desta forma, é preciso que a mensagem que a educação financeira deseja transmitir também se adeque aos novos tempos e possa contemplar também a forma como se consome atualmente, já que, por exemplo, os aparelhos eletrônicos, fundamentais no cotidiano, se tornam obsoletos ou se deterioram em prazos mais curtos.

Assim, concluímos que o imediatismo que caracteriza esse público requer novas abordagens, talvez "fatiando" o planejamento financeiro, ou tornando-o uma soma de objetivos a serem cumpridos em curtos prazos (e na prática já funciona assim mesmo), pois não será nada bom para a sociedade brasileira ter mais uma geração que em sua maioria não se planeja financeiramente.