InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Enriquecimento Total entrevista: André Massaro

N
este começo de ano que se aproxima, há uma grande expectativa em relação ao que o segundo mandato da Presidente Dilma Rousseff poderá trazer ao povo brasileiro nas mais diversas áreas, especialmente na economia, que foi um ponto bastante explorado pelos outros candidatos na campanha presidencial. Para entendermos melhor este momento, vamos conversar com um dos maiores educadores financeiros do país, que é colunista do site da revista Exame: André Massaro.

domingo, 30 de novembro de 2014

Ações: comprar barato para comprar bem

O
momento atual do mercado acionário brasileiro é de muitas oscilações, no qual as cotações das ações sobem e descem com enorme velocidade e mudam de tendência de forma altamente surpreendente. A esses movimentos chamamos de volatilidade, que é aquilo que representa o principal fator de risco neste tipo de investimento, posto que uma decisão tomada na hora errada pode implicar em dificuldades de recuperar o capital investido, ou mesmo resultar em prejuízos.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

2015 e o vendedor de laranjas

M
uitas são as notícias alarmantes sobre a economia nacional pós-eleições, desenhando um cenário sombrio e até apocalíptico para o ano de 2015, mas cabe aqui uma pergunta: tal cenário é ruim para quem? Num país com histórico de inflações galopantes durante a era militar e no início dos governos civis, é preciso ponderar com cautela e fugir do terrorismo midiático.

domingo, 26 de outubro de 2014

Day after das eleições e investimentos: e agora?

M
ais uma eleição presidencial encerrou-se no Brasil neste domingo e a Presidente Dilma Rousseff reelegeu-se com ligeira vantagem contra o Senador Aécio Neves. O cenário econômico é de incerteza, já que durante a campanha foi anunciada a demissão do Ministro da Fazenda, Guido Mantega, além de que a previsão de crescimento do PIB para 2014 é de somente 0,3% frente a uma inflação que deverá ficar em torno de 6,5%, ou seja, a economia encolherá mais de 6% em termos reais. Como investir neste cenário?

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Luiza wants you!

O
s usuários do Facebook certamente já viram um anúncio do Magazine Luiza oferecendo a grande oportunidade de criar sua própria loja virtual de produtos. Denominado de Magazine Você, a plataforma de e-commerce é uma aposta da loja de departamentos num segmento que já se mostrou altamente rentável para qualquer empresa, desde que usado com inteligência: o das redes sociais.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Nem sempre quem ganha mais está melhor...

U
ma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio, cujos resultados foram apresentados recentemente, expôs uma realidade inquietante, na qual a inadimplência cresceu entre as famílias com renda superior a dez salários mínimos (pouco mais de R$ 7.200,00). Nesse estrato da população, aproximadamente 10% das famílias declararam ter contas em atraso.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Ações: se não quiser comprar, alugue!!!!

T
odo investidor deseja maximizar a rentabilidade de seus investimentos, e para isto, o mercado, ou seja, os ofertantes dos ativos financeiros criam, desenvolvem e oferecem novas possibilidades, novas modalidades de investimentos, proporcionando assim mais alternativas e ampliando o número de estratégias de investimento que podem ser desenvolvidas e executadas.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Guardar dinheiro em casa? Tô fora!

N
a semana passada, a presidente Dilma Rousseff, em entrevista para o jornal Folha de São Paulo, declarou abertamente que mantém em torno de R$ 150 mil em espécie dentro de sua própria residência. Esta é uma prática comum entre os políticos brasileiros, e no caso da presidente, o valor é até baixo se comparado com os milhões de reais que já foram encontrados em diversas operações da Polícia Federal e que outros políticos declaram possuir em casa.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Você já viu um assalariado bilionário?

O
Marcelo compartilhou mês passado no Facebook um artigo da Infomoney, baseado no original da Business Insider, com o título Saiba por que você nunca vai ficar rico trabalhando para outra pessoa. Este interessante artigo (quem souber inglês, recomendo a leitura do original) trata de algo que nós, educados financeiramente, já percebemos há muito tempo: ser empregado não vai fazer de você uma pessoa rica e livre. O emprego pode garantir, no curto e médio prazo, o sustento seu e de sua família, mas o prende a amarras invisíveis que, no longo prazo, levam à acomodação e à insatisfação pessoal.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Cyborgs, Homo ludens e o enriquecimento total

N
os últimos dias estava lendo o livro "Mundo Espiritual e o Destino do Homem", de autoria do prof. Masaharu Taniguchi, fundador da Seicho-No-Ie, e um trecho me fez lembrar imediatamente de O Ócio Criativo, de Domenico de Masi, e dos demais autores que o influenciaram, como Paul Lafargue e John Maynard Keynes. Nele, o prof. Taniguchi defende a automação como uma manifestação positiva do progresso que deve permitir ao homem trabalhar por menos tempo, oferecendo assim horas livres para o desenvolvimento da cultura e das artes. Sendo um apoiador inconteste desse pensamento progressista, confesso que quase cheguei às lágrimas... :)

domingo, 15 de junho de 2014

Fuja do Imposto de Renda e ganhe mais!

U
ma vez, em um artigo aqui mesmo no blog (aqui), nós já comentamos a respeito de como a tributação brasileira é regressiva, ou seja, proporcionalmente aqueles cidadãos que tem menos renda são (muito) mais tributados do que os mais abastados, até mesmo porque bens essenciais à sobrevivência, e que pesam mais nos orçamentos das famílias mais pobres, são altamente tributados.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Brasil: cresceremos com a Copa?

A controvérsia acerca do fato de se sediar uma Copa do Mundo da Fifa trazer algum benefício para o país sede e seu povo já vem sendo alimentada desde que o Brasil se candidatou ao evento. Particularmente, sigo o velho bordão de que "ganha dinheiro quem tem dinheiro". Diante de obras inacabadas, economia ameaçada, poucos investimentos fora do universo futebol, período eleitoral às portas e insatisfação popular, tenho minhas dúvidas de que o que está sendo cantado pelo governo federal será efetivo depois de 2014. E as notícias econômicas veiculadas recentemente tendem a fortalecer essas dúvidas.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Invista, porque o Brasil precisa!

U
ma das poucas certezas que se pode ter quando o assunto é o comportamento financeiro do brasileiro, é que ainda investimos muito pouco. Apesar de que este quadro mudou nos últimos anos, esta é infelizmente, uma falha imperdoável, e como qualquer falha, em qualquer área da vida, traz consequências indesejáveis.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Superendividamento: a luta continua!

H
oje, vamos tratar aqui de um tema que já é um velho conhecido nosso, mas que é sempre bom relembrar e combater: o superendividamento. Como já se sabe, o superendividamento é aquela situação financeira na qual o devedor perde totalmente o controle de suas dívidas (por boa fé), que aumentam a uma velocidade impressionante, por conta das altas taxas de juros, normalmente dos cheques especiais e dos refinanciamentos dos cartões de crédito, as duas modalidades de crédito mais caras do mercado brasileiro.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Um "novo" Tesouro Direto vem aí...

M
uitos autores e estudiosos da área de Educação Financeira defendem que parte significativa dos investimentos para a aposentadoria, aqueles de longo prazo, sejam aplicados no chamado "Tesouro Direto", ou seja, nos títulos da dívida pública brasileira, ou seja, a dívida que financia os gastos públicos e que são o principal ativo da maioria dos fundos de investimento oferecidos por bancos e corretoras.

terça-feira, 11 de março de 2014

Bitcoin e criptomoedas: um mercado sem governos

U
ma notícia pelo menos curiosa tem ocupado paralelamente os noticiários de economia e tecnologia: o MtGox, uma das maiores corretoras da criptomoeda Bitcoin do mundo, fechou as portas e declarou falência no Japão. Isso depois que 750 mil bitcoins de clientes e mais 100 mil da própria MtGox terem sumido, causando um rombo equivalente a US$ 300 milhões. Muitos leitores dos sites especializados comentaram coisas do tipo "eu não disse que era furada?", mas quem conhece o mercado financeiro sabe que tais situações acontecem em qualquer lugar, mesmo nos países e mercados mais estáveis e consolidados.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Quem não deve, não TEM!

C
ontrolar o endividamento é um dos princípios básicos para que desfrutemos de uma boa saúde financeira. Como já dissemos em outras ocasiões, o endividamento crônico leva diretamente a um círculo vicioso que prejudica a vida das pessoas de forma severa, em diversas áreas, impedindo assim seu crescimento, sua satisfação e distanciando-as da felicidade.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

O fio de cabelo, o valor agregado e a concorrência

M
uitos se perguntam qual o segredo das pessoas que se destacam em determinado segmento ou que enriquecem com certa facilidade, enquanto a maioria dos mortais, por mais que façam, não conseguem sair do lugar. Atribuem as causas à sorte, a uma oportunidade e/ou circunstância ou até mesmo a operações fraudulentas ou ilícitas, mas na maior parte dos casos trata-se de um conjunto de circunstâncias controláveis.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Endividamento crônico: como superar

A
lgumas vezes já abordamos aqui no blog a importância do crédito, mostrando que ele pode funcionar como um fator de alavancagem, ou seja, como um elemento de formação de patrimônio no longo prazo, porque antecipa recursos que receberemos no futuro. Porém, o bom uso do crédito só se dá se for devidamente planejado, é claro, bem como o crédito serve também como um suporte para os momentos de emergência, quando não há uma reserva formada, o que se aplica à maioria das famílias.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Dinheiro e prazer combinam?

A
situação financeira influencia em diversas outras áreas das vidas das pessoas e das famílias. Isso não é novidade e todo mundo sabe, afinal, quem não lembra de um momento em que a grana ficou curta, mas havia ainda algumas contas para pagar e alguns dias até chegar o próximo salário? Você deve lembrar da sensação de angústia ou de preocupação que deve ter passado pela sua cabeça e de como essa situação afetou sua vida.