InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

As falhas que destroem sonhos e vidas...


A
situação financeira das famílias é um fator muito importante, em alguns casos extremos, para sua coesão ou sua dissolução. Todos sabemos que uma situação financeira desfavorável provoca impactos em outras áreas da vida, especialmente por prejudicar necessidades fundamentais como saúde, educação, alimentação e lazer, ainda mais neste nosso Brasil com serviços públicos de qualidade bastante questionável.

Aqui, temos um link que mostra o que acontece com famílias superendividadas e como elas superaram esta situação. Vejam vocês que não é nada fácil, pois todas as histórias tem o mesmo enredo: falta de controle das despesas, falta de planejamento das grandes aquisições (reforma, carro, etc...), um fator adverso de grandes proporções e uso impensado do crédito. É aí que ocorre o superendividamento com todas as consequências ruins que vem junto.

A solução, conforme pode ser visto, implica em uma série de mudança de hábitos, sendo o primeiro deles a definição de um rigoroso controle orçamentário, com medidas de emergência para que os cortes de gastos possam cobrir exatamente este superendividamento. A prioridade é trazer o endividamento a um patamar de normalidade e antes disto, não assumir novas dívidas, a não ser que sejam em taxas de juros mais baixas e exclusivamente para cobrir aquelas mais caras.

Enfim, esta é outra ocasião em que cabe ressaltar a importância da Educação Financeira como parte integrante fundamental do desenvolvimento pessoal e profissional das famílias. O superendividamento é consequência para pessoas mal preparadas, ainda mais em um cenário como o da atual economia brasileira, onde o crédito é abundante e até certo ponto fácil de ser obtido.