InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

sexta-feira, 30 de março de 2012

O poder da auto recompensa


U
ma das orientações básicas sobre Educação Financeira é “pague-se”. Pagar-se, aqui, significa recompensar-se pelos esforços feitos para reduzir gastos desnecessários, planejar-se financeiramente e atingir metas de retorno financeiro. Esta recompensa é o estímulo necessário para manter o esforço de economizar nos períodos seguintes. Sem isso, perde-se a motivação e, consequentemente, todo o interesse em Educação Financeira. Certo palestrante disse-me que, toda vez que um objetivo pessoal é alcançado, por menor que seja, ele abre uma garrafa de champanhe e comemora com a família. Esta é uma forma de pagar-se. Permita-se algo que o(a) dê prazer, algo que aprecie muito: um bom vinho, uma torta de chocolate, um bombom, uma ida ao cinema, uma rodada de cerveja com os amigos. Isso o(a) estimulará a manter o ritmo.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Herdeiros: cuidado com eles!!!!!


O
utro dia eu estava ouvindo o excelente programa "Na Ponta do Lápis", com o Prof. Marcos Silvestre, na BandNews FM e ele tocou em um ponto fundamental para o momento em que finalmente alcançamos nossa independência financeira, que é como lidar com os parentes "abutres", considerando-se que normalmente nesta fase as pessoas estão alcançando ou já alcançaram a chamada terceira idade.

domingo, 11 de março de 2012

Um novo cenário, uma nova estratégia.


E
nosso blog chega a seu 100º artigo publicado! Uma marca fundamental e que só pôde ser conseguida com o apoio e a atenção de todos vocês. Mais uma vez, muito obrigado! Hoje, neste dia especial, vamos falar sobre um fato recente da economia brasileira e como suas finanças poderão ser alteradas: trata-se da queda da Taxa Selic para 9,75% a.a.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Financiamento: tô fora?


C
omo o leitor contumaz de nosso blog deve ter percebido, não seguimos a linha de “poupar ao máximo, mesmo que represente queda na qualidade de vida hoje”. Isso soa como “passe fome hoje para servir-se de um banquete daqui a cinco anos”. O que é, no mínimo, um contrassenso. Para nós, o crédito, em todas as suas formas, são ferramentas de organização financeira que, quando usadas com sabedoria e parcimônia, permitem ao educado financeiramente atingir mais rapidamente seus objetivos patrimoniais de longo prazo. Nada mais verdadeiro quando tratamos da casa própria.

domingo, 4 de março de 2012

Cuidado com a fobia financeira!


H
oje vamos falar sobre mais um dos males que podem nos acometer se não cuidarmos das nossas finanças como devemos: trata-se da fobia financeira, que apesar de desconhecida da maioria das pessoas, é uma das fobias mais comuns e se manifesta por sintomas como pânico em abrir as correspondências com as faturas dos cartões e até mesmo em conversar sobre o assunto.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Entre o campo, a praia e os juros


S
empre que se pensa em enriquecer, pensa-se em aumentar o patrimônio e, inevitavelmente, associa-se a ideia de adquirir um novo imóvel: uma casa de veraneio no campo ou na praia, para curtir as férias com a família. Essa é uma ideia corrente inclusive entre os educadores financeiros mais conhecidos. Mas será que, no fim das contas, vale realmente a pena?