InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Pensamentos sobre dinheiro (parte III)


E
stamos mais uma vez trazendo alguns pensamentos, para que possamos refletir qual é a nossa relação com o dinheiro e como ela deveria ser. Vejam que se trata de pessoas que tem posses, e que portanto, tem uma opinião com um pouco mais de respaldo, já que lidam com a fortuna e com os benefícios e percalços de sua situação. Vamos ler e pensar a respeito:

- "O dinheiro nunca falta para os nossos caprichos; somente discutimos o preço das coisas úteis e necessárias.(Honoré de Balzac):
o que Balzac quis dizer com esta frase, é que precisamos melhorar nossa definição de prioridades e aprimorar o EQUILÍBRIO na tomada de decisões financeiras, para evitar que sejamos pegos na "armadilha" de fazer somente aquilo que nos dá prazer, deixando de lado o que realmente é necessário. Além disto, a origem de quase todos os problemas financeiros familiares está em orçamentos mal definidos, que vem dos gastos sem planejamento, que são normalmente aqueles mais prazerosos.

- "Ninguém se lembraria do Bom Samaritano se ele só tivesse boas intenções. Ele também possuía dinheiro.(Margaret Thatcher): vejamos que o dinheiro tem poder, ainda que muitos reneguem esta realidade, e que este poder pode ser usado para o bem ou para o mal. No caso do Bom Samaritano, ressalta-se que ninguém pode fazer muita coisa sem dinheiro, posto que vivemos em uma sociedade capitalista, que optou por fazer do dinheiro um depósito de valor e uma unidade de troca para as coisas que produzimos, garantindo assim o direito à propriedade, que rapidamente se estabeleceu como uma necessidade humana.

- "O dinheiro não modifica o homem, apenas o desmascara.(Henry Ford): optei por apresentar este pensamento, pois muitas pessoas realmente acreditam na ideia de que dinheiro e poder modificam as pessoas, quando na verdade, eles apenas apresentarão o que as pessoas realmente são. Se forem inescrupulosas, ficará mais fácil saber. Se forem pessoas dignas, também será mais fácil saber. O dinheiro realmente é capaz de promover um "choque de  realidade".

- "As pessoas dividem-se entre aquelas que poupam como se vivessem para sempre e aquelas que gastam como se fossem morrer amanhã.(Aristóteles): outra vez abordamos o item EQUILÍBRIO, que considero, junto com a informação, como as coisas mais importante para a Educação Financeira, ou seja, nem adianta poupar demais e esquecer de aproveitar a vida, nem adianta gastar demais e passar apuros na velhice.

- "A nova fonte de poder não é o dinheiro nas mãos de poucos, mas informação nas mãos de muitos.(John Naisbitt): este é um pensamento típico dos tempos atuais, da chamada "Era da Informação", que para possibilitar o êxito e os ganhos de poder e de dinheiro, não requer muitos recursos. As chances estão ao alcance de um número infinitamente maior de pessoas do que na chamada "Era Industrial", que requeria grandes montantes de dinheiro e uma situação inicial amplamente favorável. Sem dúvida, está mais fácil progredir hoje em dia e a Educação Financeira é mais uma importante ferramenta para esta caminhada!

Até mais!!!!!