InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Dinheiro não envergonha ninguém!!!


O
dinheiro é mesmo um elemento que provoca paixões nas pessoas, muitas vezes levando-as aos extremos. Muitos fazem de tudo (de tudo mesmo) para tê-lo, incluindo cometer crimes, enquanto outros tantos dizem desprezá-lo, adotando estilos de vida altamente desprendidos e supostamente superiores.
Mas afinal, quem tem razão? Esta pode ser uma dúvida de alguns de nossos leitores e é sobre isto que vamos falar hoje.

Vejam esta reportagem (clique aqui) do IG, e observem que a discussão sobre quem é considerado rico e como tributar estas pessoas, faz com que um empresário bem sucedido se envergonhe de falar sobre seu êxito financeiro, mas não do êxito de seu empreendimento, ou seja, novamente a forma apaixonada de discutir o assunto cria interferência e impede que um exemplo de educação financeira possa ser aproveitado, porque há os radicais que ou por inveja, ou por ideologia, querem a "cabeça" dos ricos.

A reportagem também nos mostra que, pelo menos nos Estados Unidos (acredito que no Brasil também), os ricos tendem a trabalhar mais e empreender mais, ou seja, assumem mais riscos e portanto, quando as coisas dão certo, obtém melhores resultados, o que é absolutamente normal. A outra principal fonte de riqueza são as heranças, que na minha opinião não podem ser discutidas, já que são legalmente reconhecidas como direitos, sendo portanto, sorte de quem recebe.

Afora estes extremismos, que tem muito a ver com politicagem e tem como objetivo constranger quem é rico e evitar a disseminação dos exemplos, não há qualquer motivo de vergonha por ser rico, quando evidentemente, esta riqueza vem de origem lícita e mais uma vez, apelamos para o EQUILÍBRIO como palavra de ordem quando o assunto a ser discutido for dinheiro, pois o sucesso (quando honesto) não pode ser demérito de forma alguma.

Vamos em frente e até a próxima!