InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Avaliando custos e escolhendo bem

Caros Leitores,

Uma das capacidades que precisamos desenvolver para que a nossa evolução financeira seja mais rápida, é a de aprimorar nosso orçamento através de boas escolhas de como usar os recursos que temos disponíveis. Para tanto, é preciso estar disponível para assumir novas posturas e novas idéias, desapegando-se do que não nos serve mais como informação para nossas decisões.

Nas grandes cidades brasileiras, a qualidade precária do transporte público nos leva a uma conclusão: temos que ter nossos próprios carros, como forma de nos deslocar com mais conforto, mais segurança e em maior velocidade, o que de fato é real. Entretanto, precisamos analisar o aspecto financeiro deste tipo de decisão e é o que propomos aqui, a partir de uma reportagem da Folha de São Paulo (clique aqui).

Na reportagem, após algumas contas, chega-se à conclusão de que para quem se desloca em pequenas distâncias, FINANCEIRAMENTE, é mais compensador andar de táxi do que ter um carro. A base desse raciocínio é de que um carro requer gastos com manutenção, estacionamentos e impostos, além da própria depreciação. Além disto, a diferença que surja do fato de usar táxis pode ser aplicada e ao fim de um certo tempo pode custear algumas corridas.

Este é só um exemplo de como podemos ser financeiramente eficientes, sem agirmos como sovinas. Aproveite e pense sobre outras despesas que poderiam ser substituídas por alternativas mais baratas. Você só terá a ganhar.

Abraços a todos e até a próxima!