InícioBlogEventosVídeosOs autoresContatoRecomendamos

terça-feira, 12 de abril de 2011

O poder dos pequenos valores (Parte II)

Pessoal,

Dando continuidade ao nosso último post, vamos falar sobre o cumprimento de objetivos financeiros a partir de pequenos valores. No último artigo, demos um exemplo de uma família que economiza R$ 0,50 a cada dois dias e com isto acumula R$ 7,50 em um mês, o que dá R$ 45,00 em um semestre. Imaginemos que esta família, a cada 6 meses, deposite estes R$ 45,00 em uma caderneta de poupança e vamos imaginar uma rentabilidade de 0,55% ao mês. Ao fim de 2 anos seriam R$ 195,57, um valor que já permite (em caso de promoções) até mesmo comprar passagens aéreas de ida e volta!

Volto a abordar a necessidade de periodicamente aplicar o dinheiro na caderneta, não só para evitar o "entesouramento", mas para gerar alguma rentabilidade. Vejam este exemplo (clique aqui) de um homem que acumulou R$ 34.000,00 em moedas de R$ 1,00, comprando com este dinheiro um carro novo. Se ele tivesse aplicado periodicamente estas moedas, possivelmente ainda teria alguma sobra.

Agora, falemos sobre valores um pouco maiores. Imaginemos que você destine R$ 30,00 mensais, do seu salário, para a caderneta de poupança, considere que a rentabilidade é de 0,55% ao mês. Ao fim de 36 meses serão R$ 1.421,28. É preciso ter objetivos claros e perseverar, para que possa realizá-los. Se o valor aplicado mensalmente for de R$ 50,00, com a mesma rentabilidade, você terá R$ 1.984,56, hoje um valor que permite a compra de um televisor LCD.

Observe apenas que o "segredo" é que estes objetivos não podem ser seus objetivos financeiros principais, tem que ser objetivos secundários, para que o tempo não pareça tão longo e este hábito seja mais facilmente adquirido.

Abraços a todos e até a próxima,